{Post-pílula} O amor no século XX


Depois da fome, o amor. O amor deixará de ser esta coisa corrupta e supersticiosa; reduzido à função pública e obrigatória, ficará com todas as vantagens, sem nenhum dos ônus.



Machado de Assis, em crônica publicada em 6 de janeiro de 1895, falando sobre os anseios para o próximo século.
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger