Homens, parem com isso.

Ontem fui para a casa do meu namorado caminhando, às vezes faço isso, meu ateliê fica lá e quando acordo disposta faço o trajeto a pé. São uns 20 minutos de caminhada. Durante esse tempo, em média, recebo umas três ou quatro "cantadas". Sim, essas cantadas escrotas que homem adora fazer para qualquer ser que carregue uma vagina e que passe perto dele. Eu não escaparia.

Tenho certeza que este não é um "privilégio" dos meus olhos azuis, mas estou "acostumada" a este comportamento dos homens. Creio que todas as mulheres estão. Dessa vez, ontem, recebi uma só, quase saí ilesa, mas apareceu um velho asqueroso no caminho para deixar o placar em 1 x 0 para os portadores de testículos.

Ontem mesmo, a noite, fui para o curso de pintura. Durante a aula, não me lembro bem como, começamos a falar sobre este tipo de assédio tão comum. Na sala, éramos em quatro mulheres de idades, estilos e tipos físicos diferentes e as quatro relataram as mesmas coisas. 

Hoje, agora mesmo, vi uma reportagem no site do Catraca Livre mostrando em vídeo a reação de namorados ao verem suas namoradas andando pelas ruas enquanto outros homens fazem "elogios" para elas.

Sempre que faço isso de caminhar até o trabalho, penso em escrever, em tornar pública, a minha indignação com esse tipo de situação. Nunca tinha feito, até hoje. Não tenho muito a dizer, até teria, mas prefiro me resumir em uma frase: 

- Homens, parem com isso.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger